Especialidades

De modo mais comum, a catarata se desenvolve ao passar dos anos, tornando a nitidez e a percepção de cores e contrastes mais dificultoso.
A córnea é a camada transparente localizada logo à frente da pupila e da íris, e tem papel fundamental na visão.
O termo “doenças externas oculares” corresponde à área da oftalmologia onde se estuda as alterações que acometem a parte externa do olho (exceto a córnea).
Estrabismo, ou comumente “olho vesgo”, é o nome dado ao desvio dos olhos da direção correta, de modo que o indivíduo não consegue dirigir simultaneamente os olhos para o mesmo ponto.
O glaucoma é uma doença que leva ao dano progressivo do nervo óptico e, dessa forma, da visão. Na maioria dos casos, essa doença está relacionada ao aumento da pressão intraocular e tem evolução insidiosa.
É o termo dado à área da oftalmologia voltada para o atendimento de indivíduos de 0-12 anos de idade.
A plástica ocular é a área da oftalmologia que avalia e trata as alterações das pálpebras e pele anexas.
Retina é o nome de uma fina estrutura que reveste internamente boa parte do olho, composta por múltiplas células (fotorreceptores) com função de captar a luz e etc.
Uveíte é o termo científico que corresponde à “inflamação da úvea”. Úvea é um conjunto de estruturas (íris, corpo ciliar e coroide) conectadas.
Uma pessoa com Baixa Visão ou Deficiência Visual é aquela que possui um comprometimento de seu funcionamento visual
Lentes de contato oculares são estruturas pequenas que ficam em contato com o olho, mais especificamente córnea, conjuntiva e pálpebras.
É o nome dado ao procedimento cirúrgico com finalidade de reduzir ou corrigir completamente o grau de óculos (refração), como a hipermetropia, miopia e astigmatismo.